Nara – (Roberto Menescal e Joyce)

Paira

A lua tonta sobre o mar do Leme

E estende gentilmente as asas pálidas

Anunciando que já está na hora

Chora

Copacabana em luzes imprecisas

Delicadezas piscam feito lágrimas

Brilhando mansamente a luz da aurora

Na paisagem de Nara

Há músicas de todos os matizes

Nas cores de Nara

O Rio amanhecendo em mil canções

Nas manhãs de Nara

Recordações de tempos tão delizes

Os sonhos

Que alimentaram nossas gerações

Oh! Nara

Mil sambas, mil poetas te bendizem

E ecoam de Ipanema às margens plácidas

Iluminando o céu da Guanabara


COMPARTILHE:
Todos os direitos reservados