Manequim – (Roberto Menescal e Paulo César Feital)

Trouxe um manequim

E o deitei na cama em teu lugar

Depois o vesti com teu roupão

E com teu peignoir

Trouxe um Bacardi

E embriaguei teu corpo de jacarandá

Juro que ouvi quando o manequim

Pediu um Beverli para fumar E te possui

E na madeira eu quis te engravidar

Quase enlouqueci

Depois do amor, nós dois fomos dançar

E o manequim

Tinha o teu jeito leve e solto de bailar

Juro que ouvi

Ele me pedir um esparadrapo para o calcanhar

E na vitrola eu pus Elis

Pra lhe agradar

Volta, Meu amor, retoma o teu lugar

Volta, Meu amor,

Volta, Tô no ponto de me alucinar

Volta, Por favor,

Volta, Nem que seja pra me internar

Volta, O meu caso é mesmo de alucinação

Pois o manequim já sai

E me recebe no portão

Já morre de ciúmes

E jura paixão

COMPARTILHE:
Todos os direitos reservados