Jura – (Roberto Menescal e Costa Netto)

Jura que não vai findar

Essa inocência que me conquistou

Uma chama de esperança pra sempre acesa

Jura que vai preservar

A natureza do seu coração

Jura e não apague nunca esse olhar de estrelas

A cidade anoiteceu

A viola se calou

Tanta gente pelas ruas

Vive sem destino

Quando você se mudou foi pensando em melhorar

Nem sequer olhou pra trás

Tomou seu caminho

Hoje seu olhar de estrelas vai pratear

Se você jurar

Hoje tão longe de lá

Procura um raio de luar

Que mesmo por detrás

Dos prédios quer brilhar

Feche os olhos devagar

Mergulhe outra vez no rio

Que a lua cheia a cachoeira

Vai pratear se você jurar

Jura que vai preservar

A natureza do teu coração

Jura e não apague nunca

Esse olhar de estrelas

COMPARTILHE:
Todos os direitos reservados