Estrada Nova Delhi-Rio – (Roberto Menescal e Costa Netto)

Seda bordada azul

Um gesto suave, o olhar febril

Deslumbrante o pôr-do-sol

Sutil transparência de um corpo esguio

Indiano amor, morena cor

Natureza em desvario

Dos cabelos negros molhados no rio

Estrada nova Delhi-Rio

Além do delírio, new Delhi-Rio

O sabor de um beijo vadio

A pele ardente a cabeça a mil

O desejo nu, a dança hindu

E a viagem não tem mais fim

Com seu corpo moreno diante de mim

Se a nossa estrada for Delhi-Rio (um delírio)

Se a nossa estória for Delhi-Rio (um delírio)

Seda dourada do entardecer vira lençol

Se o nosso sonho for Delhi-Rio (um delírio)

Nosso desejo for Delhi-Rio (um delírio)

Deixe a magia nos orientar o coração

COMPARTILHE:
Todos os direitos reservados