DOWNLOAD RIDER

 

 

 

O crítico do Jornal O Globo Hugo Sukman elogiou o espetáculo, o jornal O Globo passou a indicá-lo para o público. Palmas para “Benção Bossa Nova”, com Roberto Menescal, Wanda Sá e Miele.  O público reconheceu também a qualidade do show  e o boca a boca lota todos os lugares em que é apresentado.

Reconhecimento merecido, o trio apresenta um show  “à parte”. A intenção  é mostrar que a “trinca” (acho que podemos denominar a parceria assim) continua produzindo e não está sentada à beira do caminho.

No roteiro, clássicos da bossa nova, músicas inéditas, e algumas músicas que não se limitam ao campo criativo dos bossanovistas incluindo versões inéditas, tudo costurado pelo refinado humor de Miele que, além de diretor artístico de grandes nomes na nossa música – como Elis Regina e Roberto Carlos – é também produtor e showman e agora ataca como letrista.

Desta vez o trio resolveu não se limitar a bossa nova e, de uma forma criativa e bem humorada, investiu por exemplo em novas versões de Miele – que pela primeira vez assina como letrista – para “Festa de Arromba” (Roberto e Erasmo Carlos)  e para “Rio antigo” (Chico Anísio e Nonato Buzar). Miele também canta – afinadíssimo diga-se de passagem – conta piadas e casos reais. Menescal e Wanda fazem jus a fama de ícones da bossa nova e conseguem encantar a platéia.